MENU DE APRENDIZAGEM

STORYTELLING

STORYTELLING

por Hifa Educação

Apresentação

A “contação de histórias” ou “storytelling” utiliza histórias como elemento condutor para o processo de aprendizado. Ela envolve a apresentação de narrativas, contos ou histórias que estão intrinsecamente ligados ao conteúdo da aula ou à sequência didática. O objetivo principal é criar uma conexão emocional e significativa entre os alunos e o conteúdo a ser ensinado. As histórias têm o poder de cativar a atenção dos estudantes, despertar sua curiosidade e envolvê-los em um processo de aprendizado ativo.

Ao utilizar essa técnica, o professor não apenas transmite informações, mas também tece conceitos e conhecimentos em uma narrativa envolvente. Os alunos podem se identificar com personagens, situações ou desafios apresentados na história, o que facilita a compreensão e a retenção do conteúdo. As histórias também podem servir como exemplos práticos e contextuais, tornando o aprendizado mais tangível e aplicável à vida real. 

À medida que os alunos se envolvem emocionalmente com as histórias, eles se tornam participantes ativos do processo de aprendizado, criando uma atmosfera rica em experiências e conhecimento duradouro. Conforme o professor fica mais à vontade com o processo, pode adaptar as narrativas para atender a diferentes objetivos de aprendizado e públicos-alvo.

 

Um exemplo

Em uma aula de Biologia no Ensino Médio, o tema era a estrutura do DNA. Em vez de utilizar apenas esquemas e ilustrações da estrutura logo de início, a professora tece uma narrativa envolvente e interessante sobre a história da cientista Rosalind Franklin e sobre como suas descobertas, mesmo que negligenciadas a princípio, foram de suma importância na visualização da estrutura do DNA e na consolidação da hipótese desta molécula ser considerada o ponto central da hereditariedade. Aspectos da vida da jovem pesquisadora, as controvérsias sobre os dados de pesquisa e seus colegas, o prêmio nobel que ela não ganhou, a morte jovem e o reconhecimento tardio são elementos de “storytelling” que agregam à aula e envolvem os estudantes no assunto.

Por onde começar

  • Desenvolva uma narrativa envolvente: escolha o tópico de sua aula e comece por personagens cativantes, situações interessantes e um enredo que mantenha a atenção dos alunos. Certifique-se de que a história tenha um começo, meio e fim claros.
  • Conecte a história ao tópico: certifique-se de que a história esteja intrinsecamente ligada ao tópico que você deseja ensinar. As lições ou conceitos que deseja transmitir devem ser incorporados organicamente à narrativa.
  • Use recursos visuais: utilize recursos visuais, como imagens, ilustrações ou até mesmo fantoches, para tornar a história mais vívida e interativa. Isso ajudará a manter o interesse e a atenção dos alunos.
  • Relacione a história à aprendizagem: após contar a história, faça conexões claras entre os elementos da narrativa e os conceitos ou objetivos de aprendizado que deseja enfatizar. Discuta com os alunos como a história se relaciona ao tópico da aula.
  • Atividades práticas: planeje atividades práticas que permitam que os alunos explorem os conceitos apresentados na história. Isso pode incluir projetos de arte, discussões em grupo, experimentos ou outras atividades que permitam a aplicação do conhecimento.
  • Feedback e reflexão: ao final da aula, incentive os alunos a fornecer feedback sobre a história e como ela os ajudou a entender o tópico. Realize uma reflexão em grupo para destacar as principais lições aprendidas.

Características

  • Engajamento e atenção: as histórias têm o poder de cativar, criar curiosidade e emocionar. Quando os alunos estão envolvidos em uma narrativa interessante, estão mais propensos a prestar atenção, o que melhora a absorção e retenção de informações.
  • Contexto e significado: apresentando informações dentro de uma narrativa, os alunos relacionam esses conceitos a situações do mundo real, tornando o aprendizado mais tangível e aplicável. Isso ajuda a tornar o conhecimento mais significativo e memorável.

Pontos de atenção

  • Adequação à faixa etária e questões culturais: é fundamental adaptar as histórias ao nível de desenvolvimento cognitivo e emocional dos alunos. Certas narrativas podem ser assustadoras ou difíceis de compreender para alunos muito jovens, enquanto histórias que não respeitam a diversidade cultural podem ser insensíveis ou alienantes. Portanto, é importante escolher histórias que sejam apropriadas para a faixa etária dos alunos e que considerem a diversidade cultural da classe. Também é aconselhável obter feedback dos alunos e dos pais para garantir que as histórias sejam inclusivas e respeitosas.
  • Integração eficaz com os objetivos de aprendizagem: é importante que as histórias escolhidas estejam intimamente relacionadas aos objetivos de aprendizado da aula. As histórias devem servir como veículo para transmitir informações e conceitos relevantes, não como uma distração. O professor deve garantir que as lições da história estejam claramente relacionadas aos tópicos a serem ensinados e que haja um tempo apropriado dedicado a atividades práticas ou discussões que ajudem os alunos a conectar a narrativa ao conteúdo acadêmico.
Pular para o conteúdo