MENU DE APRENDIZAGEM

PESQUISA

PESQUISA

por Hifa Educação

Apresentação

Vai muito além do “joga no Google!”. Em qualquer área do conhecimento, a busca por informações é um momento importante para a resolução de problemas e a construção de conhecimentos. A internet é uma potente ferramenta, pela grande diversidade de fontes que apresenta e pela disponibilidade de informações; é, também, uma ferramenta que exige muita atenção, exatamente pelos mesmos motivos. Portanto, é importante desenvolver, além das habilidades práticas de busca – como o uso de palavras chave e comandos avançados –, as habilidades críticas na seleção e na análise da procedência do material encontrado. No caso de buscadores na internet, há uma série de recursos que permitem refinar a busca por datas, autores, exclusão de termos, tipos de mídia e muito mais. A pesquisa em referências impressas também é de grande valia no processo de aprendizagem e possibilita um contato menos “sobrecarregado” com as informações, como costuma acontecer em meios digitais.

Ao promover boas práticas de pesquisa no processo de escolarização, é possível sair do problema “se está na internet, é verdade” e qualificar o olhar dos estudantes para a busca por fontes confiáveis e relevantes de informação. Por fim, a partir das práticas de pesquisa em sala, os alunos devem  não apenas coletar informações, mas também ser capazes de resumir, analisar e apresentar essas informações de maneira eficaz, exercitando suas habilidades de comunicação oral e escrita.

Um exemplo

A partir da questão geradora “Ovo faz bem ou faz mal à saúde?”, a turma do 6º ano fez um levantamento, por meio de pesquisas na internet e na biblioteca da escola, de informações relevantes sobre o assunto. Com a orientação e a mediação das professoras de ciências, matemática e português, fizeram buscas atentas a questões como “Quem escreveu?”; “Onde foi publicado?”; “Qual é a intenção da publicação?”; “Os dados apresentados são coerentes com as conclusões?”; “Há fontes citadas?”.

Por onde começar

  • Desperte o interesse: comece orientando os alunos na seleção de um tópico de pesquisa que os anime e engaje. Pode estar relacionado a um tema do currículo escolar, um problema local ou até mesmo algo que desperte sua curiosidade. Certifique-se de que o tópico seja adequado à idade e ao contexto da turma.
  • Pesquisando como pesquisar: ensine aos alunos os princípios básicos da pesquisa, como a formulação de perguntas de pesquisa, a identificação de fontes confiáveis, a coleta de informações e a organização de dados. Comece com exercícios simples de pesquisa em sala de aula para que eles se familiarizem com o processo.
  • A caixa de ferramentas: oriente os alunos sobre os diferentes recursos de pesquisa disponíveis, incluindo livros, enciclopédias, sites confiáveis da internet e até mesmo entrevistas com especialistas. Ajude-os a entender como avaliar a confiabilidade das fontes e a citar corretamente as informações que coletam.

Características

  • Cidadania digital: a competente busca por informações, utilizando ferramentas e técnicas eficientes de pesquisa, é um fator muito importante no desenvolvimento e no exercício da autonomia intelectual dos indivíduos e da cidadania digital de cada estudante.

Pontos de atenção

  • Fato x fake: um dos principais pontos de atenção é a avaliação de fontes. Certifique-se de ensinar seus alunos a distinguir fontes confiáveis de não confiáveis: explique como reconhecer sites de instituições acadêmicas, governamentais ou organizações respeitadas, bem como a importância de verificar a data de publicação das fontes online. Isso ajudará a evitar que eles confiem em informações imprecisas ou desatualizadas.
Pular para o conteúdo