MENU DE APRENDIZAGEM

MESA DE AJUDA

Este assunto ainda não tem um bom conteúdo em português. Estamos produzindo e traduzindo algumas coisas e em breve atualizaremos este Menu de Aprendizagem.
Por enquanto, veja abaixo, nosso texto sobre o tema.

MESA DE AJUDA

por Hifa Educação

Apresentação

Ao planejar e preparar uma aula, geralmente identificamos os principais temas, exemplos e conceitos que podem gerar dúvidas e curiosidades. Durante uma aula mais ativa, com os estudantes envolvidos em diferentes processos, o momento de levantar a mão para fazer perguntas pode não ser tão simples como aconteceria em uma aula expositiva. Nesse ponto, entra o papel da mesa de ajuda, uma estratégia simples que permite aos estudantes encontrarem suporte de forma autônoma durante a atividade. A mesa (ou mural, banco, estação, balcão) de ajuda conta com materiais de consulta como livros, fichas, dispositivos digitais e o que mais puder fornecer informações aos alunos. Antecipar as dúvidas dos estudantes permite a criação de mesas de ajuda ainda mais eficazes, que direcionam a busca por informações a partir de “perguntas frequentes”.

Um exemplo

Em uma aula de Geografia do 8º ano sobre globalização, os alunos estudavam, em estações, seu impacto nas culturas nativas de diferentes povos. Em uma mesa no centro da sala, uma seleção de materiais direcionava a pesquisa dos estudantes com dúvidas específicas, como: “Quais países foram colonizados?”, “Quais são as características da globalização?”, ”Como a globalização se apresenta atualmente?”. Durante a aula, os alunos que precisavam de informações extras iam até a estação de ajuda central, onde podiam interagir com os materiais e com seus colegas, a fim de elucidar suas dúvidas.

Por onde começar

  • Oportunidade que vem da dificuldade: pense em áreas em que os alunos possam ter dúvidas frequentes ou necessitem de recursos adicionais para compreender o assunto. 
  • O espaço perfeito: reserve o espaço físico que estiver à mão: sala de aula, biblioteca, laboratório etc. Certifique-se de que seja acessível e convidativo para os alunos, organize recursos, como livros, dispositivos, modelos, e esteja disponível para apoiar a turma quando necessário.
  • Porto seguro: destaque que este é um local no qual podem encontrar recursos extras e receber suporte personalizado. Encoraje-os a explorar o espaço, fazer perguntas e compartilhar suas próprias descobertas com os colegas.
  • Integrando: ao ensinar sobre um determinado tema, incentive os alunos a usarem os recursos da mesa para aprofundar seu entendimento ou realizar pesquisas. Você pode, também, incluir projetos nos quais os alunos criem apresentações, relatórios ou outras produções com base nas informações encontradas.

Características

  • Autoinstrucional: quando a professora, ou o professor, disponibiliza recursos e suporte em um ambiente acessível, os alunos têm a oportunidade de buscar respostas para suas próprias dúvidas e explorar o conhecimento de forma independente, o que constrói a importância da autodireção e da responsabilidade no aprendizado.
  • Cada um com seu estilo: a “mesa de ajuda” reconhece que os alunos têm diferentes estilos de aprendizagem e ritmos de compreensão. Ela oferece suporte personalizado, permitindo que os alunos escolham os recursos que melhor atendem às suas necessidades específicas, demonstrando que a educação pode ser adaptada para atender às necessidades individuais, o que promove um ambiente inclusivo.
  • Ao infinito e além: a turma pode encontrar materiais avançados ou complementares que a desafie e inspire a aprofundar seu conhecimento, preparando os alunos para enfrentar desafios acadêmicos e profissionais futuros.

Pontos de atenção

  • Fora solidão: Um desafio possível é que os alunos optem por buscar ajuda na mesa em vez de interagir com seus colegas, o que pode levar ao isolamento e à falta de colaboração. Para evitar isso, é importante promover um equilíbrio. As professoras, ou os professores, podem incentivar os alunos a trabalhar juntos em projetos ou atividades antes de recorrer à “mesa de ajuda”.
Pular para o conteúdo