MENU DE APRENDIZAGEM

ESTUDO DO MEIO

ESTUDO DO MEIO

por Hifa Educação

Apresentação

O estudo do meio é aquele momento que proporciona aos alunos experiências de aprendizado diretas e imersivas fora do ambiente escolar convencional, em locais reais, relacionados aos temas ou assuntos que estão sendo estudados. Sua principal característica é a oportunidade de vivenciar o conteúdo de forma prática e contextualizada, o que pode incluir visitas a museus, empresas, parques naturais, locais históricos, entre outros. 

O aprendizado torna-se mais envolvente e relevante ao relacionar o que estão estudando com situações da vida real. Durante essas experiências in loco, os alunos têm a oportunidade de observar, questionar e aplicar conhecimentos em contextos autênticos, promovendo uma compreensão mais profunda dos temas abordados. Outro aspecto positivo é a possibilidade da interdisciplinaridade, já que muitos temas podem ser abordados a partir de diferentes perspectivas e disciplinas durante essas experiências fora da sala de aula e o contato próximo com a realidade concreta pode inspirar os alunos e despertar seu interesse por áreas específicas de estudo ou carreiras.

Um exemplo

Os alunos do 5° ano estavam estudando o tema da preservação do meio ambiente e a importância da biodiversidade, portanto, a professora realizou um estudo do meio para tornar esse aprendizado mais tangível.

A turma visitou um parque natural próximo, que serviu como cenário ideal para essa experiência. Durante a visita, os alunos tiveram a oportunidade de explorar a flora e fauna locais, observar diferentes ecossistemas e entender como a biodiversidade desempenha um papel crucial no equilíbrio ambiental. Além disso, a professora convidou um biólogo local para se juntar à atividade, que compartilhou seu conhecimento sobre as espécies de plantas e animais presentes no parque, explicando como cada uma delas contribui para o ecossistema. Os alunos participaram ativamente das atividades práticas, como a coleta de amostras de água de um riacho próximo para análise e aprenderam sobre a importância da qualidade da água para a vida aquática e como a poluição afeta os organismos aquáticos. Depois dessa vivência, as aulas tiveram muito mais impacto e os exemplos ficaram mais evidentes para o grupo. 

É preciso ter muito cuidado com a retomada das aulas após o estudo do meio para que haja um impacto efetivo nas aulas.

Por onde começar

  • Propósito: pergunte a si mesmo o que deseja que os alunos aprendam ou vivenciem durante essa experiência. Esses objetivos podem estar relacionados a tópicos específicos do currículo, habilidades práticas ou desenvolvimento de valores.
  • Local: escolha destinos, locais ou experiências que estejam alinhados com seus objetivos de aprendizado. Considere visitas a museus, parques naturais, teatros, locais históricos, empresas locais, entre outros. Certifique-se de que esses lugares ou experiências oferecem oportunidades reais de exploração e aplicação do conteúdo curricular.
  • Programação: desenvolva um plano detalhado de atividades. Isso inclui o cronograma da visita, a logística (transporte, autorizações, segurança), as atividades práticas a serem realizadas no local e os recursos necessários. 
  • Preparo: envolva os alunos no planejamento, incentivando-os a fazer perguntas e contribuir com ideias. Estabeleça regras claras de convivência, principalmente sobre a importância de permanecer com o grupo e o que fazer se sentirem perdidos. Mostre imagens do local e apresente a proposta da atividade.

Características

  • Da curiosidade à investigação: quando são expostos a novos ambientes e situações, os alunos são incentivados a fazer perguntas, explorar, investigar e descobrir por conta própria. Isso desenvolve habilidades essenciais para o aprendizado ao longo da vida.
  • Interdisciplinaridade: o estudo do meio frequentemente envolve a exploração de tópicos que abrangem várias disciplinas, promovendo o desenvolvimento de conexões interdisciplinares, onde os alunos podem ver como diferentes áreas do conhecimento estão interconectadas. 

Pontos de atenção

  • Segurança dos alunos: a segurança dos alunos é uma prioridade absoluta durante as atividades. Ao planejar uma visita a um local fora da escola, certifique-se de avaliar cuidadosamente todos os riscos potenciais e tomar medidas adequadas para minimizá-los. Isso inclui verificar as condições do local, a disponibilidade de pessoal de apoio, bem como garantir que todos os alunos estejam cientes das regras de segurança. Além disso, é importante ter um plano de ação em caso de emergência.
  • Acessibilidade e equidade: certifique-se de que todas as atividades do estudo do meio sejam acessíveis a todos os alunos, independentemente de suas necessidades ou limitações. Isso pode exigir adaptações no planejamento, como fornecer transporte adequado para alunos com mobilidade reduzida ou garantir que as atividades sejam inclusivas para todos os níveis de habilidade.
  • Avaliação e reflexão: após a experiência, reserve tempo para avaliar o aprendizado dos alunos. Isso pode ser feito por meio de discussões em sala de aula, projetos individuais ou em grupo, diários de campo, apresentações ou outros métodos de avaliação. Incentive os alunos a refletirem sobre o que aprenderam, como as experiências os afetaram e como podem aplicar esse conhecimento em suas vidas.
Pular para o conteúdo