MENU DE APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS

APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS

por Hifa Educação

Apresentação

A aprendizagem baseada em problemas (ABP) proporciona a aplicação de conhecimentos teóricos e procedimentais na resolução de problemas. Porém, de maneira diversa da aprendizagem baseada em projeto, essa abordagem não exige, necessariamente, um produto final, mas sim uma resposta, que pode ser uma síntese de informações, uma explicação, uma hipótese, entre outras.

Para que o problema seja uma oportunidade de aprendizagem e não somente um objeto de avaliação, é importante que o estudante possa refletir sobre os conhecimentos e as informações necessários para encontrar a resposta, e que ele possa buscar por suporte conforme as necessidades se apresentarem.

Um exemplo

Durante uma das aulas sobre interpretação de gráficos e tabelas, os estudantes receberam dois conjuntos de informações com um problema. O primeiro: uma coleção de notícias, reportagens, artigos de jornal e artigos científicos, todos com gráficos e tabelas ocultos; e o segundo: uma série de gráficos e tabelas, sem títulos ou legendas. Para resolver o problema, os estudantes devem encontrar os pares corretos, analisando as informações em destaque nos textos e buscando sua representação gráfica. 

Por onde começar

  • Defina um problema: o problema deve exigir mais do que somente a aplicação de conceitos ou conhecimento “enciclopédico”, e sim criar um cenário para colocar em prática competências diversas e metacognição.
  • Selecione as possíveis fontes de informação: todas as informações podem estar disponíveis para os estudantes, ou, ainda, pode haver a necessidade de uma busca complementar. 
  • Entenda o passo a passo: antes de passar o problema aos alunos, entenda o passo a passo de sua resolução. Há diferentes formas de chegar até ela? Quais são os processos de pensamento que o estudante deve desenvolver para alcançar a resolução (essa compreensão vai ajudar tanto na mediação quanto na avaliação)?
  • Incentive o registro e a metacognição: pensar sobre o próprio pensamento, na resolução de um problema, é essencial para que a solução de futuros problemas seja cada vez mais fácil. Se houver um registro dessa metacognição, os estudantes podem trocar suas estratégias e percepções.

Características

  • Transferência: a aplicação de conhecimentos conceituais e procedimentais na resolução de problemas práticos.
  • Oportunidades de metacognição: além de resolver o problema, o estudante pode refletir sobre seus caminhos, suas escolhas e seus conhecimentos utilizados no processo.
  • Cooperação: embora não seja uma abordagem exclusiva para grupos, agregar diferentes perfis na resolução de problemas pode gerar mais oportunidades de aprendizagem.

Pontos de atenção

  • Planejamento: a implementação bem-sucedida requer planejamento cuidadoso, seleção adequada de problemas, mediação da professora, ou do professor, e avaliação tanto do processo de aprendizagem quanto das soluções apresentadas pelos alunos.
  • Instrução orientada por problemas: o papel da professora, ou do professor, é mais caracterizado como orientadora do que apenas transmissora de informações. Ela, ou ele, apresenta o problema inicial, guia as discussões e fornece suporte conforme necessário, mas incentiva os alunos a descobrirem o conhecimento por si mesmos.
Pular para o conteúdo