MENU DE APRENDIZAGEM

PRODUÇÃO MULTIMÍDIA

Este assunto ainda não tem um bom conteúdo em português. Estamos produzindo e traduzindo algumas coisas e em breve atualizaremos este Menu de Aprendizagem.
Por enquanto, veja abaixo, nosso texto sobre o tema.

PRODUÇÃO MULTIMÍDIA

por Hifa Educação

Apresentação

Tempos atrás, uma criança pediria seu celular para ver se algum jogo a interessava. Hoje em dia, a primeira coisa que ela faz é abrir alguma rede social para consumir um vídeo ou, até mesmo, criar conteúdo espontâneo. Entre dancinhas e desafios, a “produção multimídia” é uma estratégia que tem se destacado no campo da educação, proporcionando aos estudantes a oportunidade de se envolverem em um processo de aprendizagem altamente criativo e interativo. Ao contrário das abordagens tradicionais, coloca os alunos no centro do processo, permitindo que eles se tornem produtores de conteúdo, criando vídeos, animações, áudios, podcasts e outros produtos multimídia como parte de sua jornada educacional.

Em vez de serem apenas receptores passivos de informações, os alunos se tornam criadores ativos de conhecimento, o que acarreta a necessidade de pesquisar, planejar, projetar e produzir seu próprio conteúdo, envolvendo uma profunda compreensão do assunto em questão e fortalecendo a aprendizagem ativa. Outro ponto crucial é a motivação: os alunos se sentem inspirados a criar algo tangível e criativo, aumentando significativamente o desejo de aprender e a participação na sala de aula, contribuindo para um ambiente de aprendizado mais dinâmico.

Um exemplo

Os estudantes do 5º ano tornaram-se em pequenos cineastas, usando um fundo verde e a técnica do chroma key para criar vídeos informativos e criativos sobre o El Niño.

Primeiro, fornecemos aos alunos informações básicas sobre o El Niño, explicando seus efeitos climáticos e seu impacto. Em seguida, apresentamos o conceito de chroma key, mostrando como ele poderia ser usado para criar efeitos visuais incríveis nos vídeos. Eles trabalharam em grupos e tinham a tarefa de pesquisar e preparar um roteiro sólido para seu vídeo, além de entender nitidamente o fenômeno para explicá-lo de maneira objetiva e interessante.

Montamos um pequeno estúdio, com um fundo verde, câmeras e iluminação adequada – eram os componentes – que estavam disponíveis no momento –, nada muito elaborado. Os alunos se revezaram como apresentadores e operadores de câmera, enquanto outros davam suporte ao cenário e à produção. Ao usar o chroma key, eles foram capazes de inserir imagens de satélite, gráficos climáticos e até mesmo simulações de como o El Niño afeta o clima global. 

Depois de gravar as apresentações, os alunos passaram para a fase de edição, durante a qual adicionaram trilhas sonoras, legendas e outros elementos visuais a seus vídeos, e aprenderam a usar softwares de edição , o que os levou a explorar maneiras criativas de aprimorar seus projetos.

No final, realizamos um festival para exibição dos vídeos em toda a escola e convidamos os pais para assistir. Foi uma oportunidade incrível para os alunos demonstrarem seu conhecimento e suas habilidades de produção multimídia. Além disso, os vídeos se tornaram recursos valiosos para futuras turmas que estudarão o El Niño.

 

Por onde começar

  • Equipamentos básicos: comece com o que você já tem. A maioria das escolas possui dispositivos equipados com câmeras e microfones que podem ser usados para gravar vídeos e áudios. Você também pode usar softwares gratuitos de edição de vídeo disponíveis online, como o ClipChamp para Windows, CapCut para Android ou o iMovie para iOS.
  • Recursos gratuitos: a internet oferece uma ampla gama de recursos multimídia gratuitos. Você pode encontrar imagens, vídeos e músicas sem custo em sites como o Unsplash, o Pexels e o YouTube, permitindo os alunos a incorporarem mídias em seus projetos sem incorrer em despesas.
  • Produção original: a turma pode criar suas próprias apresentações em vídeo ou seus próprios podcasts sobre tópicos relacionados ao currículo. Isso não apenas economiza dinheiro, mas também promove a aprendizagem ativa.
  • Parcerias e colaborações: procure parcerias com outras instituições educacionais, como bibliotecas locais, centros de mídia ou organizações sem fins lucrativos. Eles podem fornecer acesso a equipamentos de produção e recursos multimídia, muitas vezes gratuitamente ou a um custo reduzido. Além disso, colaborar com outros educadores pode levar a ideias criativas e compartilhamento de recursos.

Características

  • Já engajou hoje? A produção multimídia envolve os alunos de uma maneira única. Eles não apenas consomem informações, mas também as criam, o que aumenta seu envolvimento, pois assumem um papel ativo em seu próprio aprendizado, melhorando a retenção de informações e o entendimento dos conceitos.
  • Desenvolvimento de habilidades essenciais: a turma precisa planejar, criar, editar e apresentar seus projetos, o que amplia seu conjunto de habilidades, desenvolvendo uma variedade de competências essenciais, como capacidade de comunicação, pensamento crítico, resolução de problemas, criatividade e colaboração.

Pontos de atenção

  • Se não souber, desapegue: muitas professoras, ou professores, resistem a adotar a produção multimídia em sala de aula por não sentirem confiança em suas próprias habilidades no assunto. Lembre-se de que o papel docente na aprendizagem ativa está na criação das atividades, na mediação e na orientação das reflexões e não precisa ser um “tutorial ambulante”. Alguns dos seus alunos provavelmente já sabem criar conteúdo e podem ajudar os colegas na hora de aprender. 
  • Direitos autorais e uso responsável: os estudantes, ou criadores, devem ser instruídos sobre como usar imagens, músicas e vídeos de maneira ética e legal. É essencial ensinar sobre a importância de dar crédito aos criadores originais e usar material sob licenças adequadas, como Creative Commons (CC). Portanto, educadores devem fornecer orientação sobre como evitar a violação de direitos autorais e promover o uso responsável de recursos digitais.
  • Supervisão e Segurança Online: esteja ciente de que, ao envolver os alunos na produção de conteúdo digital, podem surgir preocupações com segurança online, como o compartilhamento de informações pessoais e o acesso a conteúdo inadequado. Estabeleça diretrizes claras sobre o uso da internet e das redes sociais, bem como supervisione de perto as atividades online dos alunos,para garantir que eles estejam seguros e que sigam práticas responsáveis.
Pular para o conteúdo